30 de abril de 2021

1º seminário do Ciclo Críticas Coloniais em Perspectiva Brasileira

"A modernidade para os estudos pós-coloniais latino-americanos"

15h de Portugal - 11h horário de Brasília



Grupo de Estudos Brasileiros

Por iniciativa do Grupo de Estudos Brasileiros vinculado ao Programa Doutoral em Modernidades Comparadas da Universidade do Minho, este painel irá discutir as perspectivas gerais da crítica pós-colonial brasileira, com especial ênfase na modernidade para os estudos pós coloniais latino-americanos. No Brasil e em boa parte do continente sul americano o termo “Descolonial” é mais usual do que o conhecido “pós-colonial”. Esta revisão epistemológica se impõe em um mundo em que grupos são silenciados e têm seus saberes e cosmovisões negadas. Em um diálogo com o pós colonial crítico de Boaventura de Sousa Santos e com as teses da “modernidade-colonialidade-decolonialidade” latino-americana, Adelia Miglievich Ribeiro, inaugura com sua conversa, nesta que é a primeira atividade do Ciclo de Seminário de Críticas Coloniais em Perspectiva Brasileira.

A convidada:

Adelia Miglievich Ribeiro é doutora em Ciências Humanas – Sociologia pela UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, professora adjunta do Departamento de Ciências Sociais e nos PPGs de Ciências Sociais e de Letras da Ufes em Vitória. Co-coordenou a coletânea Crítica Pós-Colonial: panorama de leituras contemporâneas (Faperj; 7Letras). Participou, dentre outras, das coletâneas "Tempo Negro. Temperatura Sufocante. Estado e sociedade no Brasil do AI-5" (PUC-Rio; Contraponto), "O Brasil em evidência: a utopia do desenvolvimento" (PUC-Rio; FGV), "América Latina e Brasil em Perspectiva" (ALAS; UFPE). Está atualmente vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação (ProPEd-Uerj) como bolsista sênior de pós-doutorado da Faperj com o projeto de pesquisa Darcy Ribeiro, Universidade e a Utopia latino-americana. Suas pesquisas concentram-se, de um lado, em sociologia dos intelectuais, história das ciências sociais e pensamento social latino-americano; de outro, em teoria crítica, reconhecimento e pós-colonial.

Seminário Críticas Coloniais em Perspectivas Brasileiras

Este ciclo de seminários surge da inquietação em contribuir com a divulgação das perspectivas pós-coloniais que partam também da América Latina. O processo colonizatório no Brasil violentou, imprimiu estereótipos, preconceitos históricos e invisibilizou existências. Embora a história colonial oficial compreenda o período do século XVI ao século XIX, é consensual nos estudos literários, artísticos, culturais, políticos e sociológicos brasileiros que, ainda que a independência política do País tenha ocorrido, o legado deixado pelo empreendimento colonial nunca foi superado, e opera efetivamente no pensamento social e cultural, moldando as relações de poder. Neste ciclo permanente de seminários, propomos olhar para este legado colonial a fim de ampliar a compreensão dessas consequências, integrando a comunidade acadêmica que se interesse por esse debate feito a partir da teoria crítica desenvolvidas no Brasil.


Inscrições

Inscrições encerradas.




Contactos:

E-mail: gebuminho@gmail.com

Top