Apresentação

Este projeto pluridisciplinar tem como objeto de estudo o espólio do pianista, pedagogo e compositor Eurico Thomaz de Lima (1908-1989) numa colaboração entre o Grupo de Investigação em Estudos Artísticos do CEHUM, a área de Ciências Musicais do Departamento de Música e o Mestrado em Humanidades Digitais.

Investigadores

Departamento de Música – área de Ciências Musicais

  • Elisa Lessa (GIARTES – NIM)
  • Pedro Russo Moreira (INET- MED)
  • Rodrigo Teodoro de Paula (CESEM)

Mestrado em Humanidades Digitais

  • Sílvia Araújo (CEHUM)
  • Anabela Barros (CEHUM)
  • Idalete Dias (CEHUM)
  • José João Dias Almeida (DI)

Plano de Trabalho

Em Curso:

  • Conservação e uso dos documentos arquivísticos em configuração organizacional e científica.
  • Catalogação do espólio.

Futuro:

  • Criação de espaço informacional virtual com funcionamento e características próprias que produzam configurações de produção, fluxo e acesso ao espólio.
  • Outras publicações e organização de acontecimentos científicos e artísticos.
  • Criação do Centro de Estudos Eurico Thomaz de Lima.

A Edição e disponibilização digital da Correspondência de Eurico Thomaz de Lima

Anabela Barros (DEPL), Idalete Dias (DEGE), José João Almeida (DI) e Sílvia Araújo.

  • 1. Fotografia da correspondência / do Espólio
  • 2. Edição semidiplomática / edição interpretativa, para um público leitor mais alargado
  • 3. Edição eletrónica — disponível à escala global
  • 4. Disponibilização digital / Base de dados. Ontologias. Sistemas de pesquisa - Exploração de conteúdos

Colaboradores (estudantes do Mestrado em Humanidades Digitais)

2020-21:

  • Ana Bárbara Bandeira
  • Ana Marcella
  • Ana Miranda
  • Dulce da Rocha
  • Fabíola Piovesan
  • Filipe Leite
  • Guilherme Fontes
  • Guilherme Vilela
  • Jóni Martins
  • Luís Gonçalves
  • Luísa Serra
  • Mariana Dora Pereira
  • Patrícia Pirralho
  • Sabrina Alves
  • Sara Costa
  • Vasco Gomes
  • Verlaine de Sá

Compõem a correspondência conservada no espólio 310 unidades codicológicas, correspondendo a cartas, ofícios, bilhetes postais, cartões festivos e cartões de visita, por vezes incluindo fotografias, recortes de jornal, pagelas e partituras, e pontualmente ainda uma cópia da missiva anterior de um dos correspondentes. Em alguns casos acha-se mais de uma carta dentro do mesmo envelope, de mãos diferentes e datas igualmente diversas.

Sendo maioritariamente a correspondência recebida pelo compositor e professor ao longo da sua vida, inclui ainda, todavia, alguns autógrafos: a cópia de uma carta de seu pai António Thomaz de Lima a Freitas Gonçalves, ao tempo Diretor do Conservatório do Porto, datada de 5-12-1937, feita pelo punho do filho certamente para que pudesse conservá-la (unidade codicológica 305), e ainda, no verso do último fólio da carta que lhe enviou do Rio de Janeiro Alma Cunha de Miranda, a 31-7-1961, a anotação das composições de sua autoria que lhe tinha enviado, desse modo correspondendo gentilmente ao pedido que Alma lhe fizera na missiva, com o fito de promover no Brasil o seu trabalho, que a cantora tanto admirava e a que tece os maiores e mais poéticos elogios de terna admiradora e amiga (unidade codicológica 64).


Classificação:

I. Profissional — 1950 a 1984 (UC 1 a 67)

II. Familiar — ano de 1932 (UC 276 a 310)
  - Manuscrita / Datilografada — com emendas.
- Com envelope / Sem envelope — com anotações posteriores.


Tipologia

  • 1. Cartas
  • 2. Ofícios
  • 3. Cartões de visita
  • 4. Bilhetes postais e cartões ilustrados/festivos
  • 5. Telegramas

Incluem: fotografias; recortes de jornal; programas de eventos musicais; partituras; poesia autógrafa; pagelas ou santinhos.


Até à data, foi fotografada, editada e preparada para disponibilização e exploração digital correspondência de:

  • 1. Armando Leça, Gaia; Mesa do Patronato de S. João Bosco, Porto (27-5-66)
  • 2. Ludovina Frias de Matos (21-10-65)
  • 3. Olga Pedrário, Rio de Janeiro (25-10-65 – UC 3; 5-4-51 – UC 35) 25-7; 19-8; 29-8; 19-12-51; 19-3; 16-6-52; 5-10-53; 25-4-52)
  • 4. Bertha Veloso de Araújo, Famalicão (28-10; 13-12; 27-12-65)
  • 5. Miguel Jacobetty Rosa, Lisboa (30-10-65)
  • 6. Godofredo Rios Sequeira, Porto (2-11-1965; 2-3-67)
  • 7. Ernâni Rosas, Porto (10-11; 17-12-65; 3-10-66; 15-11-56#?; 16-2-67)
  • 8. Henrique Moreira, Porto (1-12-65)
  • 9. Luís Vouga, Publicitário de O Comércio do Porto, Porto (6-12-65)
  • 10. Flavio Luis Pereira, Lisboa (31-3-50) UC 13
  • 11. Maria Helena Matos, Professora do Conservatório Nacional (31-3-50)
  • 12. Urbano Furtado, Lisboa (12-8-66; 29-6-67)
  • 13. Firmino de Sousa, Porto, Ateneu Comercial (13-1-67)
  • 14. Joel do Vale Moreira, Barcelos (1-10-65)
  • 15. Evaristo de Campos Coelho, Lisboa (7-3; 4-5; 4-7-82; 3-1-84; 10-2; 10-7-81; 16-12-82; 17-6; 3-3; 28-3-81)
  • 16. Eduardo Albuquerque Moreira, Director-Secretário Clube Fenianos Portuenses, Porto (1-10-65)
  • 17. José Rainho da Silva Carneiro, Liceu Literário Português, Rio de Janeiro (25-9-53)
  • 18. João Itiberê da Cunha, Rio de Janeiro (5-5-51)
  • 19. Vasco Mariz, Belgrado (26-3-51)
  • 20. Carlos Anes, Rio de Janeiro (27-5-52)
  • 21. Carlos Anes e Joanidia Sodré, Diretora da Escola Nacional de Música, 1-3-52)
  • 22. Antonietta de Souza, Diretora do Conservatório Brasileiro de Música (27-4-51)
  • 23. Alma Cunha de Miranda, Liceu Literário Português, Rio de Janeiro (14-7-58; 9-9 e 22-9-60; 1-4-52; 14-4 e 11-5 e 17-8 e 11-9-53; [15-8]-54; [-12]-56; 31-7-61; 3-2-52 - UC 66; 15-3-56 - UC 67)
  • ...



II. Familiar — UC 276 a 310 (arquivadas cronologicamente)

 
  • 1. Mãe, Ernestina Santos Thomaz de Lima Lisboa - 8-1-32 (no env. e carta da avó, 12-1, UC 276); 10-1-32, com Nota do pai (UC 278); 15-1; 24-1; 26-1; 2-2; 13-2; 23-2; 27-2; 3-3; 9-3; 21-3; 25-3; 1-4-23#?; 25-5; 12-6; 8-7-32
  • 2. Pai, Antonio Thomaz de Lima Lisboa - 9-1-32, com Nota da mãe; 18-1-32, com Carta da mãe; 8-2-32, com Carta da mãe;
  • 3. Avó, Francisca Freitas - 12-1-32, UC 276 (+ carta da mãe de 8-1) Leça da Palmeira

Dissertações do Mestrado em Humanidades Digitais (em Curso):

  • 1. Ontologia Eurico Thomaz de Lima: Representação de conhecimento a partir da correspondência do Espólio, Tânia Alexandra da Costa Rego.
    Orientadores: José João Almeida; Idalete Dias
  • 2. Espólio de Eurico Thomaz de Lima: Criação de uma edição eletrónica da correspondência, Helena Carolina Pacheco Faria.
    Orientadores: Idalete Dias; José João Almeida

Contactos:



Top

Autor

Eurico Thomaz de Lima (1908-1989)

Eurico Thomaz de Lima nasceu na cidade de Ponta Delgada, Ilha de S. Miguel, Açores, a 17 de Dezembro de 1908. O seu pai chamava-se António Thomaz de Lima e era violinista, compositor, maestro e professor no Conservatório Nacional de Lisboa. A sua mãe chamava-se Maria Ernestina Santos Lima. Com 13 anos, Eurico Thomaz de Lima foi estudar para o Conservatório Nacional de Lisboa, onde foi discípulo dos Mestres Alexandre Rey Colaço e Vianna da Motta em Piano, de Luís de Freitas Branco em Estética e História da Música e de Hermínio do Nascimento em Composição. Em 1929, Eurico Thomaz de Lima terminou o Curso Superior e de com Distinção e Louvor, obtendo a mais alta classificação até então concedida naquele Conservatório. O seu professor, Mestre Vianna da Motta, referindo-se ao jovem pianista, escreveu:

“[...] Possui qualidades artísticas excepcionais, fina musicalidade que lhe permite penetrar inteligentemente o sentido das obras que executa, perfeição técnica, excelente sonoridade, maleabilidade de interpretação e a maior probidade artística [...]”. (Lisboa, Conservatório Nacional, 1929).

Ainda aluno de Vianna da Motta, Eurico Thomaz de Lima começou a compor. Em 1929, num concerto organizado pela Associação Académica do Conservatório Nacional, foram estreadas Valsa, Prelúdio e Estudo de Concerto para piano e Capricho, para violino e piano. Depois de ter terminado o seu curso, Eurico Thomaz de Lima iniciou a sua carreira de pianista, realizando em todo o país inúmeros concertos interpretando obras de sua autoria e de outros compositores. Nos anos de 1940/41, Eurico Thomaz de Lima, juntamente com outras figuras de relevo da cultura musical portuguesa, nomeadamente Madalena Sá e Costa, Paulo Manso e Leonor Vianna da Motta, apresentou-se em todo o país em Recitais de Música de Câmara integrados nas Missões Culturais do Secretariado da Propaganda Nacional. Entre os anos de 1949 a 1952, este pianista virtuoso de craveira internacional realizou duas importantes tournées no Brasil, apresentando-se com êxito nas salas de concertos mais importantes daquele país. Compositor premiado pela Emissora Nacional de Radiofusão Portuguesa, com Duas Canções para Canto e Piano (1940-1941), Eurico Thomaz de Lima compôs também obras orquestrais e de música de câmara, nomeadamente Depois de uma leitura de Camilo, Fantasia para piano e orquestra (1962), Suite Portuguesa para piano e flauta (1951) e Suite para violoncelo e piano (1957). De cunho marcadamente nacionalista, a sua obra caracteriza-se por um constante equilíbrio entre a ideia e a forma. Na literatura para piano, que constitui o maior número de obras do compositor, Fantasia à memória de Chopin (1941), Buchenwald, Protesto Musical (1945), Algarve, Suite em oito quadros (1941), Toccata para dois pianos (1952) são alguns dos exemplos em que os recursos sonoros do instrumentos são utilizados com mestria. Algumas das suas obras foram editadas pela Casa Moreira de Sá e pela Editorial Franciscana. A sua discografia em vinil foi editada no Brasil, França, Inglaterra e Estados Unidos. Além de pianista e compositor, Eurico Thomaz de Lima exerceu uma notável ação pedagógica em várias escolas do país, tendo lecionado na Academia de Amadores de Música de Lisboa e depois nas Academias Mozart, Beethoven e Parnaso no Porto. Durante vários anos dirigiu cursos de piano na cidade de Guimarães. Em 1965, Eurico Thomaz de Lima foi nomeado Diretor Artístico dos Cursos de Música e Belas-Artes, na cidade do Funchal, regressando ao Porto em 1967. A partir de 1972, Eurico Thomaz de Lima foi professor na Escola de Música Calouste Gulbenkian, em Braga. Depois de uma vida intensa dedicada à Música como pianista, compositor e pedagogo, Eurico Thomaz de Lima faleceu na Maia, a 8 de Junho de 1989. ( Elisa Lessa)



Top

Publicações


Artigos

  • Lessa, Elisa (2012), "Música e Expressão ideológica: a obra Buchenwald para piano solo de Eurico Thomaz de Lima e a Imprensa Brasileira: Um caso feliz de recepção musical” Música, Discurso e Poder. Coord. Maria do Rosário Girão Santos e Elisa Lessa. Universidade do Minho, Húmus, pp.57-66.
  • Lessa, Elisa (2007), “Eurico Thomaz de Lima e a Imprensa Brasileira: Um caso feliz de recepção musical” Revista Música, Departamento de Música, Universidade de S. Paulo, v. 12 , pp 165-174.
  • Lessa, Elisa (2001), “Eurico Thomaz de Lima, Compositor, Pianista e Pedagogo (1908 - 1989)” Apem, Revista da Associação Portuguesa de Educação Musical nº 111, Lisboa, pp. 8-9.
  • Lessa, Elisa (2001), “Contributos para a História da Literatura Pianística Portuguesa para a Infância - as obras de Eurico Thomaz de Lima” Actas do II Encontro de História do Ensino da Música em Portugal, Universidade do Minho, Centro de Estudos da Criança, pp. 85-92.

Partituras editadas

  • Eurico Thomaz de Lima, Para os pequeninos pianistas tocarem, I Pequena Canção, II Pequena Dança, Universidade do Minho, Centro de Estudos da Criança, 2001.
  • Eurico Thomaz de Lima, Gradual para Piano, Universidade do Minho, Centro de Estudos da Criança, 2006.

Discografia

  • Eurico Thomaz de Lima (1908 -1989).
  • Sonatina nº2 in C major [10’17’’] Rec. March 2002.
  • In Pipa, Luís Filipe Barbosa Loureiro, From the Romantic Tradition to the Modern School of Pianism:The Legacy of José Vianna da Motta (1868-1948). A Practice-Based Study Illustrated Through Recordings and a Commentary , PhD in Performance,The University of Leeds, 2004.
  • Eurico Thomaz de Lima.
  • Canções.
  • Canção sem Palavras.
  • Sonatina nº2.
  • Edição Comemorativa do Centenário do nascimento do Compositor.
  • Sara Braga Simões, Soprano.
  • Luís Pipa, Piano.


Top

Eventos


  • 2020-12-17 "Eurico Thomaz de Lima (1908-1989)" (Conferência-Recital). Website: URL


Top

Espólio


Em Maio de 2000, Eurico Adolfo Lapa Tomás de Lima, filho do compositor, doou o espólio musical do seu pai à Universidade do Minho. Dado o reconhecido interesse da Instituição neste valioso espólio, o Protocolo de Doação foi assinado em 31 de Maio de 2001. O espólio, conservando-se como um fundo próprio numa sala especialmente dedicada no Edifício dos Congregados e é constituído por obras musicais impressas, manuscritos musicais, partituras impressas de Eurico Thomaz de Lima e de outros compositores, livros, coleções de jornais e revistas, álbuns de registo da sua vida artística, documentação diversa com programas de concertos, fotografias, diplomas, correspondência, pequenos objetos de decoração, quadros, prémios em ouro e prata, ofertas ao compositor, recordações, fitas gravadas e discos em vinil com obras suas e o seu piano de estudo. Atualmente a responsável pelo Espólio é a Professora Elisa Lessa.



Top

Centenário


Comemorou-se em 2008 o 1º Centenário do nascimento do compositor Eurico Thomaz de Lima, (1908-1989), insigne pianista, pedagogo e compositor português do séc. XX, cujo espólio foi doado à Universidade do Minho em 2001. Do programa comemorativo constaram as seguintes iniciativas.


Colóquio: Entre a Tradição e Modernidade. A música em Portugal ao tempo de Eurico Thomaz de Lima ( 1908-1989)

[10 e 11 de Outubro –Universidade do Minho Edifício dos Congregados]
Participaram neste colóquio além de Mário Vieira de Carvalho (UNL), que proferiu a conferência de abertura Correntes estéticas e confrontação ideológica na cultura musical: da República ao Estado Novo; Norberto Cunha (UM): Movimentos Culturais na 1ª Metade do Século XX; Elisa Lessa (UM): Eurico Thomaz de Lima e o Folclore como ponto de partida para a criação de Música Erudita de Expressão Nacional; Luís Pipa (UM): Eurico Thomaz de Lima e a Escola Pianística de Vianna da Motta.( UM); João Rigaud (Conservatório de Música do Porto) O Porto Musical no inicio do século XX; Miguel Campinho: Eurico Thomaz de Lima, Herdeiro da Tradição Lisztiana do Piano Orquestral. Janet Costa Ruiz – A Canção Portuguesa, Perspectivas de um Género Nacional; Ângelo Martingo (UM) Do Cálculo Inconsciente da Alma: desvios expressivos como interiorização da estrutura cognitiva da música tonal, entre outros participantes.


Exposição: Eurico Thomaz de Lima: vida artística

[abertura 9 de Outubro - 17.00h | Gerais do Edifício dos Congregados]
Organização dos alunos do 2º ano da Licenciatura em Música da Universidade do Minho – área vocacional de Ciências Musicais [projecto no âmbito da unidade curricular de Estudos Musicológicos II] A exposição, construída em torno do espólio do compositor doado à Universidade do Minho, evidenciou a formação artística do compositor, a actividade pianística, os concertos em Portugal e digressões ao Brasil; recitais na Emissora Nacional e Rádio Televisão Portuguesa; partituras impressas e gravações; manuscritos autógrafos das suas obras; Eurico Thomaz de Lima e a sua actividade como pedagogo; Eurico Thomaz de Lima e o meio artístico da época; partituras oferecidas a Eurico Thomaz de Lima; objectos pessoais do compositor, nomeadamente livros e quadros e por último, testemunhos, documentos e edições posteriores à doação do espólio.


Recitais de Música

Recital de Violino e Piano

Ilya Grubert, violino

Brenno Ambrosini, piano

Obras de L. van Beethoven, A. Schnittke, S. Prokofieff.

Recital de Canto e Piano

Sara Braga Simões, soprano

Luís Pipa, piano

Obras de Eurico Thomaz de Lima


Lançamento de CD

Eurico Thomaz de Lima: Canções; Canções sem palavras, Sonatina nº2.

Sara Braga Simões, soprano

Luís Pipa, piano

Elisa Lessa, Notas ao CD

Edição da Câmara Municipal da Maia



Top