GHD

Grupo de investigação em humanidades digitais

O GHD é um grupo multidisciplinar de pesquisa em Humanidades Digitais, com foco na interface entre Linguística Aplicada, Línguas e Tecnologias. Criado com a finalidade de agregar projetos de investigação demonstrativos da importância das ferramentas de base tecnológica no tratamento das línguas, este grupo de investigação tem como foco principal explorar e desenvolver recursos linguístico-computacionais que visem o tratamento, a interpretação e difusão do património textual no âmbito das Humanidades Digitais. Serão criados produtos e serviços derivados a partir desses recursos com o intuito de suprir necessidades técnico-pedagógicas detetadas dentro da comunidade académica e fora dela (indústria das línguas, entidades culturais, estabelecimentos de ensino, setor empresarial, etc.).

Dando expressão à matriz vincadamente interdisciplinar do centro de investigação em que o GHD se insere, os seus membros, aos quais mais investigadores poderão vir a juntar-se, provêm dos diversos departamentos do Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH). O GHD integra igualmente docentes do Departamento de Informática da Universidade do Minho assim como investigadores nacionais e estrangeiros externos à UMinho.

Linhas de investigação: Inovação e Tecnologia no Ensino de Línguas; Linguística de Corpus Aplicada à Tradução/Interpretação; Património Textual e Edição Digital


COORDENADOR: Sílvia Araújo


Membros CEHUM:

Alvaro Iriarte Sanromán, Ana Correia, Ana María Cea Álvarez, Idalete Dias, M. Dolores Lerma Sanchis, Masayuki Yamada, Pedro Dono López, Sílvia Lima Gonçalves Araújo.


Colaboradores:

Arantxa Serantes (Universidade Santiago de Compostela), Ester Trigo (Universidad de Cádiz), João Miguel Fernandes (Centro Algoritmi), José João Almeida (Departamento de Informática da Universidade do Minho), Leyre Zarobe (Universidad del País Vasco/EUSKAL HERRIKO UNIBERTSITATEA), Manuel Romero (Universidad de Cádiz), Otília da Encarnação da Costa e Sousa (Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa), Pedro Henriques (Departamento de Informática da Universidade do Minho), Sérgio Lopes (Escola de Engenharia da UM / Centro Algoritmi), Tereza Afonso (Universidade do Minho).