Resumno

Partindo de uma perspetiva teórica discursivo-enunciativa da Análise do Discurso, este artigo tem como objeto de estudo a obra L’étranger de Albert Camus e tem como objetivo o estudo das emoções (Plantin, 1999), enquanto categoria discursiva, na construção das imagens (Maingueneau, 1999, Amossy, 2010) do protagonista do romance. Metodologicamente, privilegiámos uma análise de base qualitativa, considerando como ponto de partida para a estruturação da análise o universo ficcional de L’étranger e os diferentes modos de construção das imagens do protagonista (auto e heteroconstrução). Concluímos que são vários os mecanismos verbais e não-verbais que participam na construção das diferentes emoções no romance e que estas emoções são marcadas sobretudo pela disforia. Verificámos ainda que a indiferença é central para a construção de imagens negativas que fazem avançar a intriga e que as outras emoções contribuem de forma fundamental para a compreensão dos sentidos globais da obra.


Palavras-chave

Imagem; ethos; emoção; discurso literário; comunicação não verbal.






Abstract

Under the scope of Discourse Analysis, this article will focus on Camus’ The Stranger and the relationship between emotion (Plantin, 1999) and the different images (Maingueneau, 1999, Amossy, 2010) of the novel’s hero, Meursault. This study uses a qualitative approach and the analysis takes into account the fictional universe of the novel and the different processes by which the images of Meursault are created (the ones build by the hero himself and the ones created of him by others). We have concluded that verbal and non-verbal mechanisms participate in creating different sets of emotions and that those emotions are predominately negative. We have also concluded that the hero’s indifference helps create the negative images that are crucial to advance the narrative, while the other emotions are critical to understand the novel’s global meanings.


Keywords

Image; ethos; emotion; literary discourse; non-verbal communication.