Investigadores

Pedro Meneses

Grau académico: Doutoramento

Categoria profissional: Investigador (sem bolsa)

Grupo(s) de Investigação:

E-mail: pedro10meneses@gmail.com

Website(s):

ORCID: 0000-0001-7856-9166

Nota biográfica:

Na Universidade do Minho, licenciou-se, em 2009, em Estudos Portugueses — Via Ensino e, em 2013, completou um mestrado em Mediação Cultural e Literária com uma dissertação sobre "O Reino" de Gonçalo M. Tavares intitulada "A natureza não reza". Em 2018, doutorou-se com a defesa de uma tese de doutoramento sobre "Uma viagem à Índia", no âmbito de um projeto financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Tem publicado artigos sobre outras obras de Gonçalo M. Tavares e pertence ao Grupo2i, Grupo de Investigação em Identidade(s) e Intermedialidade(s).

Interesses de investigação:

Cinema, Retratística, Literatura Comparada, Animal Studies, Pós-humano, Estudos Interartes, Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea, Estudos Intermediais.

Formação:

Licenciatura em Estudos Portugueses — Via Ensino

Mestrado em Mediação Cultural e Literária — Especialização Cinema e Literatura

Doutoramento em Ciências da Literatura — Especialidade em Literatura Comparada

Experiência profissional:

Professor de Literaturas de Língua Portuguesa e Teoria da Literatura em Educação na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (2011-2018)

Professor de Português Língua Estrangeira na Universidade do Minho entre 2009 e 2013 (Gabinete de Relações Internacionais e BabeliUM)

Professor de Língua Portuguesa no Curso de Preparação e Avaliação para Alunos Maiores de 23 Anos na Universidade do Minho entre 2010 e 2013 e em 2018.

Projetos

  • 2013 - 2018 (Membro)

    Projeto de doutoramento individual financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia com a referência SFRH/BD/85935/2012

    Monografia sobre "Uma viagem à Índia" de Gonçalo M. Tavares com o título "Um valoroso lugar incerto. A cartografia do humano em «Uma viagem à Índia» de Gonçalo M. Tavares". Diálogo intertextual com "Ulysses" e "Os Lusíadas". Orientado pelos professores doutores Eunice Ribeiro, Luís Mourão e Francesca Rayner. Tese disponível em http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/54992.

Publicações

Livros de atas

  • "Depois da epopeia: ironia e desencanto n' Uma viagem à Índia de Gonçalo M. Tavares", in Álvares, C. et alii, Atas do Colóquio Figuras do Idiota. Literatura, Cinema e Banda Desenhada (2015), pp. 227-239.
  • 2.	“A Era da Técnica em animalescos de Gonçalo M. Tavares”, in Macedo, A. G. et alii, Atas do XV Colóquio de Outono. As Humanidades e as Ciências. Disjunções e Confluências (2014), pp.181-196.

Artigos

  • "Uma viagem à Índia enquanto arte de viver para as gerações mais novas", in Diacrítica, 31.3., Braga, Universidade do Minho, org. CEHUM (no prelo).
  • “Notas sobre o coração, o devir e a ética a partir de 1”, in Tamanha Poesia, volume 2, n.º 4, jul-dez (2017), pp. 58-70, disponível
em https://tamanhapoesia.files.wordpress.com/2018/03/tamanhapoesia04goncalomtavares.pdf.
  • “Dentro e fora do mapa, e todavia dentro do território: corpo e imaginação segundo O dicionário do menino Andersen de Gonçalo M. Tavares e Madalena Matoso”, in Diacrítica, 30, Braga, Húmus (2016), pp. 183-205.
  • 1.	“A máquina e a coleção e Joseph Walser”, in Pinto, M. V. & Mourão, L., Convergência Lusíada, jul/dez (2013), pp. 82-95, disponível
em http://www.realgabinete.com.br/revistaconvergencia/?p=2926.
  • Meneses, P. et alii (2010), "Breve cartografia do imaginário contemporâneo. NYC, femmes fatales, amazonas", Diacrítica, dossiê Literatura Comparada, 24/3, p. 325-345.

    http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/11863

Capítulos em livros

  • “Pedalando contra o céu na Era da Técnica”, in Gonçalo M. Tavares: ensaios, leituras, aproximações, organizado por Madalena Vaz-Pinto, Rio de Janeiro, Oficina Raquel (no prelo).
  • “O peso de estar vivo segundo Vergílio Ferreira e Gonçalo M. Tavares”, in Coutinho, A.P. et alii, Vergílio Ferreira: escrever e pensar, ou o apelo invencível da arte, Gouveia, Âncora Editora (2017), pp. 349-367.
  • “Gonçalo M. Tavares: um caso tardo-modernista?”, in Macedo, A. G. et aliae, Prémios Literários. O poder das narrativas, as narrativas do poder, Porto, Afrontamento (2016), pp. 169-181.
  • "Recuperação do Romantismo como material em Nuno Júdice e Rui Chafes", in Ribeiro, E. (org.), Envolvimento e Clímax, disponível em http://hdl.handle.net/1822/13521 (2011), p. 77-91.

Artigos em livros de atas

  • “O Bairro de Gonçalo M. Tavares como utopia”, in XVIII Colóquio de Outono, Utopias, distopias, heterotopias, Braga, Universidade do Minho, org. CEHUM (no prelo).

Participação em eventos

  • Colóquio/Congresso

    Participação como orador na 3.ª edição das Jornadas de Investigadores Juniores, org. CEHUM (2017).

  • Colóquio/Congresso

    Participação como orador no XIX Colóquio de Outono. No princípio era a palavra: o lugar das Humanidades, org. CEHUM, Universidade do Minho (2017), com a comunicação “Bloom, um imortal”.

  • Colóquio/Congresso

    Participação como orador no Colóquio Centenário Vergílio Ferreira 1916-2016, O Apelo Invencível da Arte, org. Instituto Literatura Comparada Margarida Losa e Câmara Municipal de Gouveia (2016), com a comunicação “O peso de estar vivo segundo Vergílio Ferreira e Gonçalo M. Tavares”.

  • Colóquio/Congresso

    Participação como orador na X APSA Conference, org. Stanford University (2016), com a comunicação “Bloom e Soares: dois desempregados da Índia em viagem”.

  • Seminário (Por convite)

    Participação como orador no Ciclo de Seminários Ciências da Literatura – Literaturas em Trânsito. Retroprojeções entre ensaio e ficção: Gonçalo M. Tavares em diálogo com o estudioso da sua obra Pedro Meneses e com os tradutores Marianne Gareis e Roberto Mulinacci, org. CEHUM, Universidade do Minho (2016).

  • Colóquio/Congresso

    Participação como orador no Colóquio Prémios Literários. As narrativas do poder, o poder das narrativas, org. CEHUM, Universidade do Minho (2015), com a comunicação “Gonçalo M. Tavares: um caso tardo-modernista?”.

  • Seminário

    Participação como orador (e apresentando poster) na 2.ª edição das Jornadas de Jovens Investigadores – TransCehum, org. CEHUM, Universidade do Minho, Braga (2014).

  • Colóquio/Congresso

    Participação como orador no Colóquio Figuras do Idiota, org. Cristina Álvares et alii, Universidade do Minho (2014), Braga, com a comunicação “Depois da epopeia: ironia e desencanto em Uma viagem à Índia de Gonçalo M. Tavares”.

  • Colóquio/Congresso

    Participação como orador no XV Colóquio de Outono, org. CEHUM, Universidade do Minho, Braga, Portugal (2013), com a comunicação “A Era da Técnica em animalescos de Gonçalo M. Tavares”.