Investigadores

Ana Maria Silva Ribeiro

Grau académico: Doutoramento

Categoria profissional: Prof. Auxiliar

Grupo(s) de Investigação:

E-mail: anar@ilch.uminho.pt

Telefone: 967476333

ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4993-4376

Morada institucional:

Ana Ribeiro
Departamento de Estudos Portugueses e Lusófonos
Instituto de Letras e Ciências Humanas
Universidade do Minho
Campus de Gualtar
4710-057 Braga

Nota biográfica:

Ana Ribeiro é docente na Universidade do Minho desde 1991, onde realizou o seu mestrado e doutoramento na área de Literatura Portuguesa. Integra, nesta universidade, o Centro de Estudos Humanísticos. Leciona Literaturas africanas de expressão portuguesa numa licenciatura e em dois mestrados.
Para além da tese de mestrado, intitulada A escola do paraíso, de José Rodrigues Miguéis: um romance de aprendizagem (1998), e de Ao lume brando da urze. Estudos sobre João de Araújo Correia (2016), publicou diversos artigos sobre autores portugueses do século XX e sobre autores dos países africanos de língua oficial portuguesa.

Interesses de investigação:

Literaturas de expressão portuguesa, Estudos pós-coloniais, Literatura e media.

Formação:

2006: Doutoramento em Ciências da Literatura

1999: Mestrado em Ensino de Língua e Literatura Portuguesas

1990: Licenciatura em Ensino de Português-Inglês

Experiência profissional:

Desde 1992: Docente da Universidade do Minho

1991-1992: Docente do 8º grupo A da Escola Secundária de Porto de Mós

1990-1991: Docente do 8º grupo A da Escola Secundária de Caldas das Taipas

1989-1990: Estágio integrado em Português e Inglês

Cargos:

Desde 2016: Membro da Comissão de Curso da Licenciatura em Estudos Portugueses e Lusófonos

2016-2018: Diretora-adjunta do Departamento de estudos Portugueses e Lusófonos

2006-2010: Diretora da Licenciatura em Estudos Portugueses e Lusófonos

Publicações

Livros

Artigos

  • Folheando Manta de farrapos, de João de Araújo Correia. In Geia, 5, pp. 83-87

    http://hdl.handle.net/1822/53305

  • «Ele o que precisa é duma auga de unto»: a medicina popular em João de Araújo Correia. In Geia, 5, pp. 42-58

    http://hdl.handle.net/1822/53297

  • Um novo capítulo na vida de Contos bárbaros. In Raízes, 25, pp. 53-55
  • Entre o assombro e a assombração: Camilo segundo Aquilino e João de Araújo Correia. In Geia, 4, pp. 24-48

    http://hdl.handle.net/1822/53264

  • … mas bárbaros não. In Geia, 4, pp. 90-97

    http://hdl.handle.net/1822/53292

  • Para além dos clássicos: os escritores contemporâneos de João de Araújo Correia na biblioteca do autor. In Geia, 3, pp. 40-55
  • “À volta dos livros: o que revelam as cintas”. In Revista Galega de Filoloxía, 13, pp. 85-120
  • “Será língua uma barafunda?”: preocupações de um “curioso dos fenómenos linguísticos”. In Geia, 2, pp. 50-56
  • Infância no pós-independência angolano em AvóDezanove e o segredo do soviético”. In Diacrítica. 24, 3, pp. 267-279
  • O universo feminino em A noite e o riso: Zana, a mulher-sorriso. In  Diacrítica. 20, 3, pp. 157-182

Capítulos em livros

  • O mal no feminino em Memórias do cárcere : a fatal Benedita. In Sérgio Guimarães de Sousa e João Paulo Braga (orgs.). Ficções do mal em Camilo Castelo Branco (pp. 67-87). V. N. Famalicão: Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão/ Casa de Camilo – Centro de Estudos

    http://hdl.handle.net/1822/53322

  • «O diário de C*» ou uma caixinha de surpresas. In Isabel Alves (org.), « Da viagem que direi ». Onze ensaios em torno da obra literária de A. M. Pires Cabral (pp. 67-76). Vila Real: Biblioteca Municipal de Vila Real/UTAD
  • Os sentimentos de uma mulher horrenda: a propósito de “A velha das panelas”, de João de Araújo Correia”. In Hercília Agarez e Isabel Alves, (orgs.), Por longos dias, longos anos, fui silêncio: uma breve antologia de autoras transmontas (pp. 337-348). Lisboa: Âncora

Artigos em livros de atas

  • Beleza nas alturas : paisagem e miradouros em Miguel Torga e A. M. Pires Cabral. In Revista Portuguesa de Humanidades, 21-2, pp. 225-232

    http://hdl.handle.net/1822/53699

  • Os “filhos da guerra” na ficção de Pepetela. In Francisco Topa (org.), 40 anos de literaturas africanas na FLUP. Da preia à baixa-mar? (pp. 107-119). Porto: Sombra pela cintura

    http://hdl.handle.net/1822/53324

  • De José para José: o último Saramago segundo Rodrigues dos Santos. In Anna Rzepka e Natalia Czopek (eds.), Studia Iberystyczne. Universos de língua portuguesa em debate (pp. 183-193). Ksiegarnia Akademicka: Krakow
  • As rotas de Desmedida, de Ruy Duarte de Carvalho. In Cristina Álvares et al. (coords.), O imaginário das viagens. Literatura, cinema, banda desenhada (pp. 185-192). Braga: Húmus/Centro de Estudos Humanísticos
  • Os ‘dias do fim’ de uma infância angolana em Bom dia camaradas, de Ondjaki. In Gabriela Fragoso (org.), Literatura para a infância, infância na literatura (pp.191- 200). Lisboa: Universidade Católica Editora
  • Itinerários femininos no Portugal colonial segundo A árvore das palavras. In Maria José Ferreira Lopes et al. (orgs.), Narrativas do poder feminino (pp. 571-580). Braga: Publicações da Faculdade de Filosofia/Universidade Católica Portuguesa
  • Da Hélade a Benguela. Mitos gregos em Yaka, de Pepetela. In A. Paula Pinto; João Amadeu Silva; Maria José Lopes; Miguel Gonçalves (orgs.), Mitos e heróis: a expressão do imaginário (pp. 513-520). Braga: Publicações da Faculdade de Filosofia/Universidade Católica Portuguesa
  • A música em representações literárias do tráfico negreiro. In Maria do Rosário Girão dos Santos e Maria Elisa Lessa (coords.), Música. Discurso. Poder (pp. 121-134). Famalicão: Húmus
  • “Dire” ou “bruire”: les introducteurs de discours rapporté dans Aventuras de João Sem Medo. In Anna Jaubert; Juan Manuel López Muñoz; Sophie Marnette; Laurence Rosier; Claire Stolz (dir.), Citations I. Citer à travers les formes intersémiotique de la citation (pp. 79-94). Louvain-la Neuve: Academia-L’Harmattan (em co-autoria com Maria Aldina Marques)
  • Mulheres “naturalmente bem inclinadas" e outras na Peregrinação. In Helena Rebelo (coord.), Lusofonia: tempo de reciprocidades (Vol. I, pp. 199-205). Porto: Afrontamento
  • Journeys of the Bildungsroman: the novel of self-formation in Portugal. Disponível em http://www.reelc.net/index.php?q=node/633 e Caíetele Echínox (pp. 166-174),16. Romania: Phantasma
  • O menino e a sabichona. In Voltar a ler -Tomaz de Figueiredo (pp. 63-74). Aveiro: Universidade de Aveiro/Centro de Língua e Culturas
  • Mulheres da corte e mulheres do povo: do imaginário nacional à literatura. Disponível em: http://iberystyka - uw.home.pl/content/view/345/113/lang.pl

Outras publicações

  • Lendo João de Araújo Correia: Manta de farrapos. As artes entre as letras, nº 171, p. 9

Orientação de teses

Mestrados

  • 2016 - 2018 | Orientador

    Eulália Margarida Barros Gomes

    Influência cultural nos estilos de ensino: chinês e português como língua estrangeira

    Mestrado em Relações Interculturais Português-Chinês

  • 2014 - 2016 | Orientador

    Ana Isabel Pacheco Ribeiro da Silva

    Jornal UrgeCultura

    Mestrado em Mediação Cultural e Literária

  • 2010 - 2012 | Orientador

    Regina Márcia de Souza Monteiro

    A trajetória de Patativa do Assaré na mídia: uma nova forma de ver o cordel

    Mestrado em Mediação Cultural e Literária

  • 2010 - 2011 | Orientador

    Urraca Magno Corte Real

    O elemento paisagístico em Crónica do ai-dik funam, de Luís Cardoso

    Mestrado em Teoria da Literatura e Literaturas Lusófonas